quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Nostalgia.

Postado por Islla Lopes às 11:10
Não me lembro de você como simples, comum tampouco como qualquer um. Lembro-me como único, inesquecível, marcante e eterno. Porque cada momento foi tão único que seria crueldade falar de ti como algo ruim e que não é lembrado. És tão presente como qualquer outra coisa, estás em tudo, praticamente e sinceramente? Eu gosto disso.
Gosto de te sentir bem perto, bem aqui comigo, mesmo que seja sós sensações e que essas, só eu sinta. Acho que você já faz parte de mim e é pra sempre.



Saudades.

7 comentários:

Ursinhu da Juh =] disse...

entao... que seja eterno e tao intenso quanto parece enquanto dure =]



bjuuuu
fica com DEUS =]

Kim Sousa disse...

É verdade em acreditar que as coisas são eternas enquanto duram...e depois só a lembrança pra nos matar mesmo...

Adorei o texto...sinto a mesma coisa...

Desabafando disse...

ah que lindo e que coisa mais boa....que essa sensação permaneça contigo por muito tempo. Achei o layout muito meigo.

Ana, disse...

que lindas são as tuas palavras traduzindo o amor.

Malú Azzoni disse...

Que lindo!
Também adoro seus textos.
E essa nostalgia, às vezes vem boa e outras chega até a doer. Mas é sinal de que alguma coisa valeu a pena, né?

Um beijo!

Rebeca Postigo disse...

Grandes poetas sempre tratam o amor como algo eterno enquanto dure...
Belo texto!!!

Bjs

Rebeca Postigo disse...

Grandes poetas sempre tratam o amor como algo eterno enquanto dure...
Belo texto!!!

Bjs

 

What you want? Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea