domingo, 26 de setembro de 2010

?

Postado por Islla Lopes às 17:27
Eu jurava para mim que aquilo não era sonho, até porque tudo parecia tão real, cada toque, eu até podia sentir a respiração dele. Mas meu Deus, porque se apaixonar justamente por ele? Paixão é bem diferente de amor, então, graças, eu não o amava. Quando estava junto dele parecia tudo sumir, ficara o mundo todo cor-de-rosa, borboletas por aí a fora. Quando nós não estávamos juntos e mesmo assim em conversas rápidas, eu o queria perto, mas mesmo assim, não pensara em mais nada, além daquele sorriso e quando sua mão tocara meu rosto. Por ora, quando estava longe e sem nenhum tipo de contato (mesmo via internet) eu esquecera de todos os momentos bons e só passara a lembrar do meu rústico passado que fizera tão mal e insistia a me machucar. Sobretudo com todos esses atributos, aquele carinho inigualável, o beijo ardente, eu só o queria, queria-te por perto 25h por dia, um abraço tão aconchegante. E se isso não fora amor, seria só paixão? Mas paixão não seria atração passageira? Faria sentido pensar nele todos os segundos do dia?

2 comentários:

Natália disse...

Por quê justo com ele, né? Também me pergunto, mesmo a situação sendo diferente. beijo

Desabafando disse...

ai ai...que lindooo!

 

What you want? Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea